sábado, 21 de dezembro de 2013

Férias... eu mereço!


Solstício marca a chegada do verão no Hemisfério Sul neste sábado às 14h11min




O sol nasce entre as rochas na Pedra do Frade, na Barra da Lagoa, em Florianópolis 

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Um Natal de Paz!



Vou agradecendo... e agradecendo encontro mais motivos pra agradecer _/|\_

domingo, 15 de dezembro de 2013

DOMINGO





  • "Na superfície está o profundo e no profundo está a superfície. É uma questão de inversão. Mas nem na superfície nem no profundo está contida a Verdade: ela está no equilíbrio. É o ponto do meio. É por isso que um dia não haverá belo e feio: haverá mais belo, mais belo, mais belo... infinitamente mais belo; e, de outro lado, menos belo, menos belo... infinitamente menos belo. E as palavras que dão razão de ser à analogia dos contrários desaparecerão das mentes daqueles que habitarem o mundo do equilíbrio. Nesse dia, uma flor será sempre uma flor e tudo será Paz, corolário do ponto onde você se encontra."
    Dr. Celso Charuri

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Papai Noel




Feliz Natal e Ano Novo




Desejamos-lhe um Feliz Natal

E um feliz Ano Novo!

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Feliz Natal


O presépio é talvez uma das mais antigas formas de caracterização do Natal.
​A palavra presépio significa “um lugar onde se recolhe o gado; curral, estábulo”. Porém, esta é também a designação dada à representação artística do nascimento do Menino Jesus em um estábulo.
Desde o final do século III que os cristãos celebram a memória do nascimento de Jesus. No entanto, a tradição do presépio na sua forma atual, tem as suas origens no século XVI.
Antes desta época, o nascimento e a adoração ao Menino Jesus eram representadas de outro modo. As primeiras imagens do que hoje conhecemos como presépio de Natal foram criadas em mosaicos no interior de igrejas e templos no século VI e, no século seguinte, a primeira réplica da gruta no Ocidente foi construída em Roma.

O início da tradição...
Em 1223, São Francisco tentou reviver a ocasião do nascimento do Menino Jesus e festejou a véspera do Natal com os seus irmãos e cidadãos de Assis na floresta de Greccio.
São Francisco foi o responsável pela divulgação da ideia de criar figuras em barro que representassem o ambiente do nascimento de Jesus.
Desde essa altura que a tradição do presépio natalino se difundiu pelo mundo criando um elo com a festa do Natal. No século XVIII, a recriação da cena do nascimento de Jesus estava completamente inserida nas tradições de Nápoles e da Península Ibérica.
Neste mesmo século, vindo de Nápoles, o hábito de manter o presépio nas salas dos lares com figuras de barro ou madeira difundiu-se por toda a Europa. Hoje, nas igrejas e nos lares cristãos de todo o mundo são montados presépios para recordar o nascimento do Menino Jesus, com imagens de madeira, barro, prata, vidro, cristal ou plástico e em diversos tamanhos.
Atualmente, as tradições natalícias antigas como a árvore de natal, o Papai Noel, a ceia de natal, o presépio e as músicas natalinas dão forma à celebração do Natal em todo o mundo.

Texto origianl do site PróVida

BAZAR DE NATAL DO FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE DE TATUÍ















segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Tecendo redinhas...


Aos poucos vamos tecendo... essas redinhas com pontos baixos, altos e correntinhas. E na expectativa para o resultado.

Qual é o caminho para a felicidade?


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Fuxico da vovó Ilda.



Fuxico de mamãe Ilda!!! Crochê feito por mim. Novo projeto que está nascendo... por enquanto só amostra... 2014 promete...

Reflexão


quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Árvore de Natal


No mundo, milhões de famílias celebram o Natal ao redor de uma árvore.
A árvore, símbolo da vida, é uma tradição mais antiga do que o próprio Cristianismo, e não é exclusiva de uma só religião.
Muito antes de existir o Natal , os egípcios traziam galhos verdes de palmeiras para dentro de suas casas no dia mais curto do ano em dezembro, como um símbolo de triunfo da vida sobre a morte.
Já o costume de ornamentar a árvore pode ter surgido do hábito que os druidas tinham de decorar velhos carvalhos com maçãs douradas, para as festividades deste mesmo dia do ano.
A primeira referência a uma Árvore de Natal é do século XVI.
Na Alemanha, famílias ricas e pobres decoravam árvores com papel colorido, frutas e doces. Esta tradição se espalhou pela Europa e chegou aos Estados Unidos pelos imigrantes alemães.
Logo, a árvore de Natal passou a ser popular em todo mundo. 
                                            Texto retirado do site PRÓ-VIDA

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Novos panos de copa em Patch Apliquée







  • "Quem sabe, um dia, em um mês de um ano, em uma hora, e daquele minuto em diante,
    todos os moradores da casa passem a ter o mesmo objetivo e conversem sempre na mesma direção
    e, então, façam, dali por diante, um eterno mês de Natal."
    Dr. Celso Charuri





segunda-feira, 2 de dezembro de 2013